Os dias cada dia mais cheios de compromissos vão apertando o espaço que a precisa ter para praticar atividades físicas, não é mesmo?

Aquela academia de 3 vezes por semana que você não vai a 2 (semanas). E assim os ganhos que se conseguiu a gente vai perdendo. Mas se você quer apenas uma atividade para manter a tonicidade e a silhueta?

A corrida pode ser a sua opção! Até mesmo se você não está malhando atualmente, a corrida é uma prática simples e que exige um baixo investimento.

Veja aqui como começar a correr com 5 dicas.

Vantagens de se exercitar correndo

Você faz o seu horário

Na corrida, você pode escolher o horário em que seu corpo rende mais, e não ficar preso à rotina de horário de academias e clubes.

Você investe pouco

Para começar a correr, tudo que você precisa é de uma roupa confortável e básica – longe da moda fitness das academias – um tênis com os amortecimentos simples que protegem suas articulações mas sem precisar ser um modelo top de linha, mais voltados para o corredor intenso de competições – que você pode ser em breve!

Por ora, uma roupa e um tênis confortáveis vão levar você longe!

Muitos benefícios para a saúde

Correr é uma atividade que traz muitos benefícios para o seu corpo e sua mente, mais do que a maioria das pessoas consegue imaginar.

  • Reduzir e manter o peso
  • Ativar a circulação sanguínea, protegendo o coração
  • Aumentar a capacidade cardiovascular e cardiorrespiratória
  • Reduzir os riscos de infarto
  • Aumentar a massa muscular
  • Estimula o bem estar

Dicas para começar a correr!

01 – Comece pela avaliação médica

Correr é uma atividade das mais saudáveis, mas também devemos saber se o nosso corpo está preparado para a corrida. Provavelmente sim, mas não é demais o cuidado, certo?

Então é só ir a um médico – Clínico Geral ou Ortopedista – para que ele avalie todos os fatores que podem pesar no seu desempenho ou se há algo que impeça você de correr. Um exemplo típico são problemas de coluna ou bacia. Avaliar o tipo de pisada e recomendar sobre o tênis também são importantes.

02 – O tempo é mais importante que a quilometragem

Pelo menos na fase inicial, onde precisamos criar um hábito e um compromisso com a corrida, e a distância percorrida não tem tanta importância.

Uma dica na dica: dedique um tempo e um horário fixos para a sua corrida. Assim você sentirá mais ainda os resultados e se motivará mais.

03 – Comece devagar e sinta o seu corpo

Em toda atividade física, o começo deve ser mais leve, para que o organismo se acostume – mesmo sendo ativo, pois cada tipo de exercício requer uso mais intenso de grupos musculares ou de habilidade.

E começando mais devagar, você pode sentir como seu corpo reage e prestar atenção a sinais importantes, como dores nas articulações, na coluna, cansaço mais rápido que o previsto. Tudo isso pode ser sinais de algo que precisa ser ajustado – neste caso, pare e procure um professor de educação física ou médico para investigar.

04 – Os efeitos da corrida também estão no descanso

Com uma programação bem estruturada de treinos – dias alternados, por exemplo – você deve respeitar os demais e descansar de corrida. Sim, é ideal pelo menos um dia entre dois de atividade, o corpo precisa desta pausa para processar todos os estímulos que você gerou no último treino.

05 – Sua alimentação é essencial

Uma alimentação equilibrada e saudável faz toda a diferença no seu programa de corridas. E ao contrário do que muitas pessoas fazem, alimentar-se antes é fundamental, principalmente de carboidratos e proteínas, cerca de 1 hora antes.

As opções neste caso são muitas, um nutricionista, conhecendo a sua constituição física e histórico orgânico podem recomendar os mais eficientes.

E se você é do tipo que adora tomar um suplemento para estimular seu treino, conheça o Tribulus Terrestris e veja como funciona.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *