Dá para viajar com o nome sujo? (Foto: Depositphotos_75666939_s-2019)

Há um número bem grande de brasileiros com dívidas e apresentam o nome sujo. Por isso, muitas podem se perguntar se podem viajar, tirar passaporte e o visto com essa condição presa em seus nomes. De acordo com a lei, isso pode acontecer já que a locomoção do cidadão não pode ser impedida por ele ter alguma conta em aberto.

As pessoas podem buscar por certidões negativas de protesto para ter uma noção de como está a sua situação, sabendo se está regular ou não. A pessoa só pode ser proibida de viajar quando tiver algum outro problema, de ordem judicial. A mesma situação é para o visto, onde os consulados não costumam consultar informações do SPC ou Serasa.

Acerte suas contas

Mesmo que possa tirar o passaporte e visto estando com o nome sujo, ter o CPF nos principais Órgãos de Proteção ao Crédito é uma situação bem desagradável. Mesmo porque pode ser que seja necessário pedir um empréstimo pessoal ou ter um cartão de crédito para usar durante a viagem. Com o nome sujo, esse tipo de operação não vai ser permitida.

Veja os valores e informações das suas dívidas em aberto, isso pode ser feito diretamente pela consulta do CPF no Serasa, por exemplo. Os órgãos possuem atendimento presencial também espalhado por todo o país.

Depois é importante fazer um levantamento do que pode ser gasto para deixar as dívidas em dia. Procure pelos credores das dívidas, algumas já apresentam telefones de cobrança ou vá pessoalmente.

Se tiver condições, faça o pagamento a vista e sugira um valor para ter algum desconto. Os credores gostam de dar desconto bem positivo para as dívidas que estão negativadas e que vão ser pagas de uma vez só.

Caso não consiga pagar tudo, tente negociar. As empresa credoras costumam aceitar que o débito seja parcelado. Se o pagamento for a vista no débito, o seu nome deve sair dos órgãos responsáveis em 5 a 7 dias úteis. Caso isso não aconteça, pode reclamar com o credor até que essa situação seja resolvida.

Se tiver parcelado a dívida, o nome e o CPF vão deixar de sair dos registros de restrição depois de 5 a 7 dias, com a data a contar a partir da primeira parcela. Porém, não deixe de pagar as próximas parcelas, pois isso vai resultar no seu nome estando negativo novamente.

Depois de conseguir regularizar o seu nome nos Órgãos de Proteção ao Crédito e limpando o seu CPF, o crédito vai voltar a ser reabilitado no mercado. Porém, tenha bom-senso e use com cuidado.

Não negative o seu nome, principalmente se estiver planejando uma viagem, pois assim, vai conseguir ter a consciência mais tranquila e aproveitar bem mais.

Tome todos os cuidados necessários para manter o seu nome limpo e tenha um maior planejamento das suas finanças para poder organizar uma viagem que tenha tudo o que há de melhor para se aproveitar, sem ter que se preocupar com o nome negativado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *