Após o término do ensino médio, muitos estudantes desejam cursar o ensino superior. No entanto, alguns desses estudantes não possuem condições financeiras de arcar com as despesas de uma universidade privada.

Pensando em ajudar essas pessoas, foi criado um programa que facilita o ingresso desses estudantes em universidades particulares de todo o país. Este artigo vai explicar melhor que programa é esse e como ele funciona.

O que é?

Prouni é a abreviação de ‘Programa Universidade para Todos’ que é um projeto do Governo Federal como o objetivo de ajudar os estudantes que não possuem condições de arcar sozinhos com as mensalidades de uma universidade particular.

O programa concede bolsas de estudos para alunos de baixa renda estudarem em faculdades privadas. O programa utiliza a nota do Enem como requisito no processo seletivo, e através dessa seleção os alunos podem ser contemplados com bolsas de estudos parciais ou integrais.

O Programa Universidade para Todos foi instituído no ano de 2004, no decorrer do governo do ex-presidente da república Luiz Inácio Lula da silva. O projeto tem como alvo até hoje oferecer bolsas de estudos nas formas parciais ou integrais em instituições particulares de ensino superior, por meio da nota do Enem.

Como funciona?

O programa abre inscrições duas vezes ao ano, uma para cada semestre. Durante as inscrições, você pode acessar o sistema várias vezes para fazer a consulta das notas de corte e mudar o curso escolhido, se desejar.

Essa nota de corte é a menor para alcançar uma oportunidade no programa em um específico curso, universidade, turno e forma de concorrência.

Assim que o prazo é encerrado, o sistema do programa realiza um cálculo e escolhe os alunos com as melhores notas tiradas no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que disputam a mesma vaga. O resultado é apresentado dias depois.

Todo aquele que foi escolhido pelo programa tem um curto período para realizar a matrícula na instituição superior escolhida, portando todos os documentos. A vaga é excluída para aqueles que não fazem a matrícula no período.

Toda vaga que não é preenchida, o programa inclui no processo chamado ‘Bolsas Remanescentes’.

O estudante que conseguir uma bolsa de estudo integral não necessita fazer o pagamento das mensalidades da universidade, diferentes daqueles que conseguem a bolsa de estudo parcial, que precisam pagar metade do valor da mensalidade pois, o desconto é de 50%.

Quem pode participar?

Pode participar do programa todo estudante que participou da última prova do Enem, que não possua nenhum diploma superior, ou seja, que nunca tenha feito algum curso superior antes, e principalmente, comprovar que possui uma renda familiar de no máximo 3 salários mínimos.

Também é preciso que o aluno tenha um bom desempenho na prova do Enem, com 450 pontos e não zerar a prova da redação.

Podem participar também os alunos que cursaram o ensino médio em instituições públicas, que cursaram o ensino médio em instituições privadas pagando integralmente o valor da mensalidade, ter cursado a metade do ensino médio em instituições públicas e a outra metade em instituições privadas.

Alunos com necessidades especiais também podem participar, além de professores de instituições públicas.

Como são realizadas as inscrições?

A inscrição no programa só pode ser realizada por meio da internet, através do site oficial do programa. Para realizar o cadastro é preciso digitar o número de inscrição e senha do Enem.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *